Depressão Mista, ela pode passar despercebida

É quase a regra, alguém com tristeza persistente, perda do prazer na vida, pensamentos negativos e sem energia pode receber o diagnóstico de Depressão e ponto. A consulta costuma ser rápida, o médico tantas vezes não é especialista. Ela recebe um antidepressivo e tem início um tratamento nem sempre com bons resultados.

Male Doctor Telling Bad News Stock Footage Video (100% Royalty ...

Identificar que a pessoa está com Depressão é só o primeiro passo, talvez nem tão difícil, pois o próprio paciente e a família tem ideia que algo não vai bem.

O Psiquiatra, que é o especialista nas alterações do humor, consegue perceber sinais de alerta dentro de um quadro depressivo: irritabilidade intensa, impulsividade, compulsão alimentar, pensamentos acelerados e distrações constantes são sinais de um diagnóstico pouco conhecido: A Depressão Mista.

Ela tem esse nome justamente por ser uma mistura de sintomas, a perda de energia de uma depressão comum e a ativação intensa dos pensamentos e atitudes.

Por que isso é tão importante? Por um grande detalhe, a Depressão Mista responde mal, ou até piora com uso dos antidepressivos. Essas medicações podem causar melhora isolada da tristeza, mas piorar a aceleração dos pensamentos, tornar a pessoa mais irritada, impulsiva e distraída.

How to Recognize the Signs and Symptoms of Depression – Health ...

Com a impulsividade alguns problemas aparecem, gastos financeiros desnecessários, uso de drogas (principalmente álcool e cigarro), tentativas de suicídio e até colocação de piercings e tatuagens. A irritabilidade, ou raiva, gera discussões, destrói casamentos, famílias, empregos, torna a pessoa mais violenta verbal e fisicamente.

A aceleração do pensamento é igualmente angustiante, se sentir dominado pelas próprias ideias, que parecem um turbilhão de informação causam a distração, perda de produtividade e insônia.

Uma consulta minuciosa, sem pressa, que entenda a história de vida daquela pessoa, procurando sintomas que passaram batidos desde a infância e detecte os sintomas mistos pode ser a diferença entre a melhora e a manutenção do sofrimento.

O tratamento da Depressão Mista geralmente precisa de outras abordagens além dos antidepressivos e deve ser conduzido pelo Psiquiatra, que é o profissional qualificado para a estabilização desses quadros.

Ao contrário do que se pensa, Depressão tem tratamento!

Publicado em:https://odocumento.com.br/manoel-vicente-de-barros-depressao-mista-ela-pode-passar-despercebida/

Dr. Manoel Vicente de Barros – Psiquiatra em Cuiabá

http://www.ipec.med.br/

https://www.instagram.com/dr.manoelvicente/

Redes Sociais, como elas podem te influenciar

Redes sociais são produtos do nosso tempo, se antes o conteúdo era produzido por grandes estúdios e canais de TV, agora todos podem ser “criadores de conteúdo”, e claro, essa nova mídia passa a nos influenciar.

12 Smart Ways to Break Your Social Media Addiction - Slingshot ...

A  televisão e o rádio sempre ditaram, em algum grau, costumes e pensamentos. Com horários definidos, esperávamos ansiosos por aquele programa no aparelho da sala. Agora a sala ficou obsoleta, e a grade de programação dura muito mais que 24 horas. Deixamos de ser guiados pela televisão e nos tornamos teleguiados pelos celulares, conforme a tela diminuiu, a influência só aumentou.

Sim, ganhamos artistas brilhantes, mantemos contato com amigos de infância, conseguimos compartilhar viagens e momentos especiais, revoluções e mudanças políticas emergiram desse novo mundo.

Isso é transformador, mas como tudo na vida, tem um custo. No momento em que combinar um almoço de família e o encontro de amigos deu lugar a criar um grupo de WhatsApp, provavelmente perdemos muito do que nos conectava.

De alguma forma nossa saúde emocional começa a ser pressionada pelas redes sociais.

Surgem os problemas de Internalização que dizem respeito a sintomas ansiosos, angústia e sofrimento alimentados por um feed de vidas supostamente perfeitas, as melhores viagens e corpos esculturais – isso gera, principalmente entre jovens, um medo de estar perdendo experiências, de fracasso e insuficiência.

Ninguém compartilha noites de estudo, filas no cartório ou idas ao hospital com os filhos – aqueles momentos da vida que não curtimos tanto. Com essa visão distorcida, a pessoa sofre sozinha em uma multidão de amigos virtuais.

As mudanças de Externalização são o padrão que o usuário atua – a sensação de anonimato e a falta de contato visual libera o comportamento agressivo, o bullying e nos faz esquecer qualquer regra de boa vizinhança. O tio que só quer discutir política, a divulgação de fotos íntimas e hostilidade aos que pensam diferente são formas de como isso aparece.

Why social media is constructing a reality unworthy of your ...

Então de um lado temos mais ansiedade e depressão e de outro, mais agressividade e intolerância, isso não descreve só a rede social, descreve o mundo real.

E você, como está sendo influenciado?

Publicado em: https://matogrossomais.com.br/2020/02/17/redes-sociais-como-elas-podem-te-influenciar/

Dr. Manoel Vicente de Barros – Psiquiatra em Cuiabá

http://www.ipec.med.br/

https://www.instagram.com/dr.manoelvicente/

Depressão e Estimulação Magnética Transcraniana na Gravidez

O período da gravidez e pós parto são naturalmente estressantes para as mulheres, nesse período o risco de transtornos depressivos e ansiosos aumenta muito, chegando a até 20%, por isso é tão comum conhecermos mulheres grávidas com depressão ou ansiedade. A maioria dos casos são leves e devem ser tratados com psicoterapia ou medidas comportamentais. Outra parcela necessita do uso de medicações, atualmente existem remédios psiquiátricos considerados seguros e com boa eficácia, podendo ajudar as mães gestantes com esse quadro.

Um quadro depressivo não tratado durante a gestão se associa a desfechos negativos para mãe e para o bebê. Aumenta o risco de parto prematuro, baixo peso ao nascer, dificuldade de amamentação e depressão pós parto. Também existe risco aumentado de má formações, independente do uso ou não de medicações.

A Depressão não tratada é um fator de risco que, sozinho, aumenta a chance de má formações na criança.

O grande problema é que as medicações atravessam a barreira placentária, em menor ou maior grau. Os antidepressivos mais usados, como a Fluoxetina, por exemplo, não parecem aumentar o risco de má formações, sendo controversos os achados relativos à dificuldade respiratória, baixo peso ao nascer, partos prematuros ou dificuldade de amamentação do recém nascido.

Apesar da reafirmada segurança de antidepressivos, o uso das medicações psiquiátricas ainda é causa de angústia nas futuras mães e futuros pais.

Nesse sentido a Estimulação Magnética Transcraniana é uma alternativa segura para uso durante a gravidez, registros de má formações associadas, uma vez que não existe a passagem de medicações pela placenta, pois a técnica é totalmente baseada em um estímulo localizado no cérebro da mãe com depressão.

Não há necessidade de sedação ou exposição à anestésicos.

Ao redor do mundo mulheres grávidas tem utilizado a Estimulação Magnética Transcraniana com ótimas respostas e registros cada vez mais robustos da segurança do método.

A melhora da depressão por um tratamento médico não baseado em medicações já é uma realidade na psiquiatria moderna.

Dr. Manoel Vicente de Barros – Psiquiatra em Cuiabá

https://www.instagram.com/dr.manoelvicente/

http://www.ipec.med.br/